A Bíblia Satânica

8 Comentarios


A Bíblia satânica, escrita por Anton Szandor LaVey, criador da primeira organização abertamente satanica da historia. Um livro de 272 páginas que contêm uma coleção de ensaios, observações e rituais mágicos que formam a base do Satanismo de LaVey, e que enfatizam Satã como uma força da Natureza. Publicada em 1969, tornou-se instantaneamente êxito de livraria, atingindo a marca de meio milhão de exemplares vendidos. Em alguns campus de faculdades, ela era mais vendida do que a Bíblia Cristã.
 O livro não é como as pessoas pensam de ser apenas sacrificios, sexos e coisas do genero.Em sua contra capa diz: "foge à ideia de loucura aos sacrifícios; e mostra-nos que há uma filosofia subjacente a todo este mediatismo negativo."


O livro inicia com uma explicação de LaVey do motivo por que ele veio a aceitar a filosofia hedonista. Aos 16 anos, LaVey tornou-se músico de uma boate, e nessa época diz ele que observava, nos sábados à noite, "homens olhando com luxúria as moças que dançavam na boate, e no dia seguinte, enquanto eu tocava órgão em uma igreja situada no mesmo quarteirão onde ficava a boate, via esses mesmos homens sentados nos bancos com suas esposas e filhos, pedindo a Deus que lhes perdoasse e os purificasse dos desejos carnais. Mas no sábado seguinte , lá estavam de volta à boate ou a outro lugar de vício. Concluí então que a igreja cristã prospera na hipocrisia e que a natureza do homem termina por domina-lo"( Anton Szandor LaVey, A Bíblia satânica, Avon Books, Nova York, N. Y., 1969).




A mentira, a libertinagem e os pecados são perdoados ao longo da Bíblia satânica, e não apenas nas Nove Declarações. A ideologia de LaVey baseia-se na satisfação imediata."A vida é a grande libertinagem – a morte é a grande abstinência", proclama LaVey. "Não existe nenhum céu brilhante glória, e nenhum inferno onde os pecadores assam... nenhum redentor vive!".( Anton Szandor LaVey, A Bíblia Satânica, Avon Books, Nova York, N. Y., 1969, p. 33)

O sacrifício humano é desculpado com argumentos cuidadosamente elaborados. Para inflamar ainda mais seus leitores, LaVey acrescenta: "Os cães loucos são destruídos , e eles necessitam de ajuda muito mais do que os seres humanos que espumam pela boca durante o seu comportamento irracional... portanto , você tem todo o direito de destruí-los, e se a sua maldição provoca o aniquilamento real deles, regozije-se por ter sido usado com instrumento para livrar o mundo de uma peste".(Anton Szandor LaVey, A Bíblia Satânica, Avon Books, Nova York, N.Y., 1969, p. 33)

Marilyn Manson e Lavey.

LaVey contesta a ideologia da igreja como: "Observe o crucifixo; o que ele simboliza? Pálida incompetência suspensa em uma arvore." Diz que o satanismo é muito mais que pentagramas e rituais e condenava a forma de adoração: “Aquele que disser que você precisa se curvar a mim é o meu inimigo mortal!” Os satanistas estão determinados a desobedecer a todos os dez mandamentos da Bíblia e cometer os pecados que Deus abomina.
Para LaVey, o verdadeiro inimigo do homem é o senitmento de culpa instilado pelo cristianismo, e o caminho para a liberdade do indivíduo é a prática constante do pecado. LaVey admite que não considera coisa alguma como sobrenatural, e que se inclina para a escola de magia de Aleister Crowley, que se baseia no enfoque científico do paranormal.


Além dos livros de LaVey, os membros são incentivados a ler os escritos de Ayn Rand, Friedrich Nietzsche e Maquiavel, em virtude da ênfase que esses autores dão à conquista da auto-suficiência através do potencial humano. Executam-se três tipos de rituais: rituais sexuais para satisfazer o erotismo, rituais compassivos para ajudar alguém e rituais destrutivos para obter vingança. (Larry Kahner, Seitas que matam, Nova York, N. Y., 1988)

A sede da igreja fica em nova york, segue seu site para os interessados: http://www.churchofsatan.com/Pages/index.html 

Vão pela sombra, Equipe Eutanásia.

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

8 comentários:

  1. Mais uma seita para se auto-promover, ele estava entediado e resolveu criar isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, não fale merda #facepalm

      Excluir
  2. Caramba, tem maluco pra tudo e o pior é que consegue seguidores. Estamos no século 21 onde até a ideia de Deus está sendo contestada e tem gente que se diz "satanista". Satanista? É demais!!!! É muita merda pra gente aguentar. A capacidade de "racionar" do ser humano é incrível e nos utilizamos dela para vivermos inventando o "sobrenatural" e assim justificarmos nossas mediocridades. Uma "seita" em que "pecar" é um preceito é ridícula em si mesma. O conceito de pecado é vergonhoso mas vergonha é necessária. A sociedade se fundamenta em princípios básicos de identificação com o próximo, somos animais sociais, vivemos em grupo. Aceitar uma seita pra fazer "suruba" ou se vingar é ridículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sua falta de perspectiva é deprimente...
      Com base em quê você conseguiu elaborar um comentário tão "construtivo"?
      Não diga que foi nessa breve resenha. Ou em estudos empíricos...
      Da próxima vez, não tente expelir pela boca o excremento que seu cérebro primitivo produz.

      Excluir
  3. Como tem gente que acredita em merda.....Chamar isso de seita é um esculacho total. O cara escreve uma porrada de merda pra justificar atos e assassinar o resquício de consciência que deve existir em um cérebro cheio de "fantasias". Estamos em uma época em que a existência em Deus está sendo contestada e o cara escreve a "bíblia satânica". É duro de aguentar!! Se a original não vale grande coisa imagina essa versão despirocada. Quais são os mandamentos? Transar com a vovó!!! Comer os filhos? Jogar pedra em Jesus no sábado de aleluia? Acreditar em satanás é ter o cérebro do tamanho de uma noz.

    ResponderExcluir
  4. Satã significa opositor! o próprio Lavey afirma não levar para o lado sobrenatural e vem um idiota falar de crença no diabo! Preguiça de ler o texto inteiro.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com conteúdo: racista, homofóbico, preconceituoso, maldoso, ou de qualquer índole duvidosa que possam a infringir ou ferir a moral de qualquer um.

Se por acaso o comentário é sobre alguma duvida com relação a postagem, tenha CERTEZA de que está duvida não esteja transcrita na postagem. Ficaremos contentes em tentar responde-lá.

Todas as afirmações contidas nos comentários são de responsabilidade do comentador, o blog Eutanásia Mental, não tem obrigação nenhuma sobre qualquer ato ofensivo nos comentários.

Tudo bem errar uma palavra ou outra, esquecer de algum acento também esta beleza. Agora se escrever tudo errado e não ser possível entender um nada, o comentário não será liberado.

Obrigado pela atenção. Comente e faça um blogueiro feliz :-)