Tudo Sobre Exorcismo!

8 Comentarios



Atendendo um pedido especial, resolvemos trazer essa postagem especial sobre exorcismo. Irá conter neste post:

                _Definição de Exorcismo
                _Rituale Romanum (Manual)
                _Como Funciona o Ritual
                _Exorcismo em Latim
                _Exorcismo em Outras Religiões

Definição


O exorcismo é o ato de expulsar ou expelir demonios/espiritos malignos geralmente de pessoas, existindo variações feitas em lugares ou objetos. Originalmente sendo um realização catolica, até meados do sec III, qualquer um podia fazer um exorcismo, bastasse apenas a vontade do exorcista.

Hoje é praticado apenas por padres católicos, aonde, quando é constatado a presença do demonio/espirito é realizado o exorcismo atraves de um ritual com 27 paginas do Rituale Romanum, ainda usando de auxilio de objetos religioso e agua benta.

Há outras religiões que tambem acreditam na possessão, mas somente a Igreja Católica Romana, usa do metodo de exorcismo original. Existindo na visão dela tres tipo basicos:


• Exorcismo batismal: é o ato de abençoar a criança antes do batismo com o objetivo de purificá-la do mal. 
• Exorcismo simples: é o ato de abençoar um objeto ou lugar para acabar com toda e qualquer influência maligna. 
• Exorcismo real: é o ato de expulsar Lúcifer e seus anjos de um ser humano. 

Sendo o Batismal e o Simples atos de segurança, aonde é extremamente fácil ver estes no dia-a-dia. Já o exorcismo real deve ser estudado e realizado com muito cuidado. Vamos saber um pouco mais sobre este.




Rituale Romanum




Começaremos com o "Rituale Romanum" um livro litúrgico que possui todos os rituais administrados por um padre. Criado durante o papado de Paulo V (1614), é possível saber quais as instruções a seguir em casos de exorcismo de demônios e espíritos  casas e outros lugares que se acreditar estar infestado por entidades malignas.

Alertando que somente deveria ser realizado se houvesse comprovação da presença do demônio/espirito dentro do possuído  E essa comprovação só começou a ser seriamente pensada por volta do ano de 1952, aonde por culpa dos avanços na medicina, começou a ter maior distinção entre doenças físicas ou mentais, contra casos de possessão real.

Fazendo com que fosse descoberto que milhares de doente no passado, sofreram com possessões em virtudes de sua doença, e, pensando ao contrario, ainda existem muitos que são vistos como doentes e podem sim ter algo a mais com eles.

Essas doenças geralmente são vistas como casos de esquizofrenia, paranoia, distúrbio de múltipla personalidade, disfunções sexuais, histeria, e outras neuroses resultantes de obsessões e terrores da infância. 


Ainda havendo padres que acreditam na possessão demoníaca foi elaborado algumas características dos indivíduos possuídos. Quando é visto que o individuo possa demonstrar habilidades paranormais, força física sobre-humana, e principalmente fala em línguas que o individuo não conhecia em seu estado normal. A igreja só pode considerar o individuo possuído com a presença dos sintomas citados, alem de necessariamente haver grande repulsa por objetos sagrados.

Após tudo isso um padre treinado na expulsão de demônios e espíritos é chamado para o caso, e depois de receber permissão do bispo poderá realizar o ritual de exorcismo.



Como Funciona o Ritual



Exorcistas raramente ou nunca trabalham sozinhos. Normalmente são auxiliadas por, no mínimo, três outras pessoas. Uma delas é geralmente um padre mais jovem e menos experiente que está ou esteve sob treinamento para realização de exorcismos. Seu papel central é continuar o exorcismo e assumir o ritual, caso o exorcista fique muito fraco para continuar ou se ele morrer. 

A segunda pessoa que serve de assistente para o exorcista é, na maioria dos casos, um médico cuja responsabilidade é administrar qualquer medicação ou tratamento que a vítima da possessão precise, pois sob nenhuma circunstância o exorcista pode fazer isso. 

A terceira pessoa é tradicionalmente um homem parente da pessoa possuída – normalmente o pai, irmão ou marido. Em alguns casos pode ser um amigo de confiança da família. Mas, em qualquer caso, é imperativo que esteja em boas condições de saúde e seja forte – tanto física como mentalmente.

Se a pessoa possuída é uma mulher, muitos exorcistas providenciam que outra mulher esteja presente durante o ritual para evitar escândalos. Antes de realizar o ritual do exorcismo, é costumeiro que o padre faça uma boa confissão e seja absolvido de todos os seus pecados para o caso de o espírito ou demônio que ele enfrentará tente usá-los contra ele durante o ritual. Ele então veste os trajes necessários para os padres exorcistas (um sobrepeliz e um sudário púrpura) e inicia o ritual. 



Durante o exorcismo, certas orações prescritas, tais como o Pater Noster (o Pai-Nosso), as Litanias dos Santos e o Salmo 54, são recitadas sobre o individuo possuído, freqüentemente em latim, uma vez que se acredita que as orações são mais eficientes quando recitadas nessa antiga língua. Ao longo dessas recitações, o exorcista tradicionalmente faz o sinal-da-cruz, lê as escrituras e, às vezes, coloca suas mãos sobre a vítima. Ele também exige que o espírito maligno ou demônio que possuiu a pessoa revele seu nome e natureza, sucumba ao Filho de Deus e deixe sua vítima humana em paz.



Quando o espírito maligno ou demônio finalmente parte, o exorcista reza a Jesus Cristo e pede que ele conceda sua divina ajuda e proteção à pessoa, que normalmente não retém memórias claras de sua possessão demoníaca ou do exorcismo. Se, todavia, o ritual de exorcismo não é bem-sucedido em expulsar o espírito maligno ou demônio de sua vítima, ele é então realizado repetidamente até que a entidade deixe o local. Isso pode levar horas, dias ou até mais tempo.

Rituais de Exorcismo 


Esse primeiro é extraido do Rituale Romanum, sim é aquele de 27 paginas.



Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incursio infernalis adversarii, omnis legio, omnis congregatio et secta diabolica, in nomine et virtute Domini Nostri Jesu + Christi, eradicare et effugare a Dei Ecclesia, ab animabus ad imaginem Dei conditis ac pretioso divini Agni sanguine redemptis + . Non ultra audeas, serpens callidissime, decipere humanum genus, Dei Ecclesiam persequi, ac Dei electos excutere et cribrare sicut triticum + . Imperat tibi Deus altissimus + , cui in magna tua superbia te similem haberi adhuc præsumis; qui omnes homines vult salvos fieri et ad agnitionem veritaris venire. Imperat tibi Deus Pater + ; imperat tibi Deus Filius + ; imperat tibi Deus Spiritus Sanctus + . Imperat tibi majestas Christi, æternum Dei Verbum, caro factum + , qui pro salute generis nostri tua invidia perditi, humiliavit semetipsum facfus hobediens usque ad mortem; qui Ecclesiam suam ædificavit supra firmam petram, et portas inferi adversus eam nunquam esse prævalituras edixit, cum ea ipse permansurus omnibus diebus usque ad consummationem sæculi. Imperat tibi sacramentum Crucis + , omniumque christianæ fidei Mysteriorum virtus +. Imperat tibi excelsa Dei Genitrix Virgo Maria + , quæ superbissimum caput tuum a primo instanti immaculatæ suæ conceptionis in sua humilitate contrivit. Imperat tibi fides sanctorum Apostolorum Petri et Pauli, et ceterorum Apostolorum + . Imperat tibi Martyrum sanguis, ac pia Sanctorum et Sanctarum omnium intercessio +.

Ergo, draco maledicte et omnis legio diabolica, adjuramus te per Deum + vivum, per Deum + verum, per Deum + sanctum, per Deum qui sic dilexit mundum, ut Filium suum unigenitum daret, ut omnes qui credit in eum non pereat, sed habeat vitam æternam: cessa decipere humanas creaturas, eisque æternæ perditionìs venenum propinare: desine Ecclesiæ nocere, et ejus libertati laqueos injicere. Vade, satana, inventor et magister omnis fallaciæ, hostis humanæ salutis. Da locum Christo, in quo nihil invenisti de operibus tuis; da locum Ecclesiæ uni, sanctæ, catholicæ, et apostolicæ, quam Christus ipse acquisivit sanguine suo. Humiliare sub potenti manu Dei; contremisce et effuge, invocato a nobis sancto et terribili nomine Jesu, quem inferi tremunt, cui Virtutes cælorum et Potestates et Dominationes subjectæ sunt; quem Cherubim et Seraphim indefessis vocibus laudant, dicentes: Sanctus, Sanctus, Sanctus Dominus Deus Sabaoth.

V. Domine, exaudi orationem meam.
R. Et clamor meus ad te veniat.
[si fuerit saltem diaconus subjungat V. Dominus vobiscum.
R. Et cum spiritu tuo.]

Oremus.

Deus coeli, Deus terræ, Deus Angelorum, Deus Archangelorum, Deus Patriarcharum, Deus Prophetarum, Deus Apostolorum, Deus Martyrum, Deus Confessorum, Deus Virginum, Deus qui potestatem habes donare vitam post mortem, requiem post laborem; quia non est Deus præter te, nec esse potest nisi tu creator omnium visibilium et invisibilium, cujus regni non erit finis: humiIiter majestati gloriæ tuæ supplicamus, ut ab omni infernalium spirituum potestate, laqueo, deceptione et nequitia nos potenter liberare, et incolumes custodire digneris. Per Christum Dominum nostrum. Amen.

Ab insidiis diaboli, libera nos, Domine.
Ut Ecclesiam tuam secura tibi facias libertate servire, te rogamus, audi nos.
Ut inimicos sanctæ Ecclesiæ humiliare digneris, te rogamus audi nos.

Et aspergatur locus aqua benedicta


_____________________________________________________________________________

Esse Segundo é usado comumente no seriado Sobrenatural


Regna terrae, cantate deo, psallite dominio…

Tribuite virtutem deo.
Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incuriso infernalis adversarii, omnis legio, omnis congredatio et secta diabolica…
Ergo…
Perditionis venenum propinare. Vade, satana, inventor et magister omnis fallaciae. Hostis humanae salutis. Humiliare sub potenti manu dei. Contremisce et effuge. Invocato a nobis sancto et terribile nomine. Quem inferi tremunt…
Ab insidis diaboli, libera nos, domine. Ut ecclesiam tuam secura tibi facias, libertate servire, te rogamus, audi nos. Ut inimicos sanctae ecclesiae humiliare digneris, to rogamus audi…
Dominicos sanctae ecclesiae, terogamus audi nos, terribilis deus do sanctuario suo deus israhel. Lpse tribuite virtutem et fortitudinem plebi suae, benedictus deus, gloria patri…




Exorcismo em outras religiões

O exorcismo não acontece apenas no Catolicismo. Outras seitas cristãs, outras religiões e outras culturas têm seu próprio modo de "expulsar o demônio".

Judaísmo: folclore judeu e os ensinamentos da Kabbalah (em inglês) contam sobre um espírito malévolo chamado dybbuk. Esse espírito é a alma de uma pessoa morta que voltou para encaminhar um negócio inacabado e que habita o corpo de uma pessoa para atingir seus objetivos. O dybbuk pode ser expulso por meio de um ritual de exorcismo e deixa o corpo através dos dedos do pé.

Islã: a crença islâmica conta sobre um jinn - um espírito do mal, escravo de Satã - que pode invadir o corpo humano e causar doenças, dor, tormento e pensamentos ruins. Esse jinn pode ser expulso pela pessoa possuída recitando-se passagens específicas do Alcorão.

Hinduísmo: as escrituras dos Vedas contam sobre um espírito do mal que pode não apenas prejudicar humanos, mas também ficar no caminho das vontades dos deuses. O tradicional exorcismo hindu inclui rituais como queimar excremento de porco, recitar orações e oferecer doces aos deuses.

Por hoje foi só isso! Gente demorou muito pra fazer a postagem, gostaria de pedir só que curtem ela aqui no final. Obrigado a todos vocês.

*Créditos na foto do Rituale Romanum de The Mini Book Maker *

Vão pela sombra, Equipe Eutanásia.
 

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

8 comentários:

  1. muito interessante!!!

    ResponderExcluir
  2. Tem os rituais de exorcismo no livr: Supernatural - Diário de John Winchester ><

    ResponderExcluir
  3. Foi boa a explicaçao,mas nem tudo e o que parece,acredite,estive de frente com demonios,eles so tem medo de uma ordenança....tambem ja falei com um anjo,ele fala bem pouco e nem sempre se mostram.um demonio tentou matar minha mae duas vzs.acredite quem quiser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como e lido com isso quase todo dia ... Não adianta quantas vzs vc veja o mal na sua frente vc sempre sentira arrepios na espinha .... Samandriel me disse veja com seus olhos oq existe aqui ...mas use os olhos da sabedoria e da alma e não o carnal .....

      Excluir
    2. UE serio que tem os exorcismos no livro ? O diário de John winchester? O.o

      Excluir
  4. muito bom.
    tirou muitas das minhas duvidas sobre o assunto.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com conteúdo: racista, homofóbico, preconceituoso, maldoso, ou de qualquer índole duvidosa que possam a infringir ou ferir a moral de qualquer um.

Se por acaso o comentário é sobre alguma duvida com relação a postagem, tenha CERTEZA de que está duvida não esteja transcrita na postagem. Ficaremos contentes em tentar responde-lá.

Todas as afirmações contidas nos comentários são de responsabilidade do comentador, o blog Eutanásia Mental, não tem obrigação nenhuma sobre qualquer ato ofensivo nos comentários.

Tudo bem errar uma palavra ou outra, esquecer de algum acento também esta beleza. Agora se escrever tudo errado e não ser possível entender um nada, o comentário não será liberado.

Obrigado pela atenção. Comente e faça um blogueiro feliz :-)