Viajante do Tempo da Time Square

10 Comentarios
Rudolf Fentz
Em uma noite de 1950, um homem vestido com roupas de algumas décadas atrás, é visto por policiais em Times Square, totalmente imóvel e aparentemente assustado, com a intensa movimentação de carros e seus faróis. Após algum tempo imóvel ele resolve atravessar a rua, ao que parece, sem entender muito bem o que esta acontecendo, um táxi o atropela e ele morre no local.

Hubert Rhim seria o capitão da policia e responsável pelo caso, porém ele não pode dar muitos detalhes, pois não faz mais parte da policia e não tem mais acesso aos documentos, mas ele confirma que ao revistarem o corpo da vitima, eles acharam os seguintes pertences:
Cartões de visita com o nome de Rudolf Fentz, morador da Quinta Avenida.
Uma moeda de bronze do séc. XIX fora de circulação.
Nota de uma estrebaria de Lexington Avenue (avenida inexistente) registrando a alimentação de um cavalo.
Setenta dólares em notas datadas de 1876.
Uma carta dirigida ao portador e com o carimbo postal de Junho de 1876.


Todos os pertences possuíam a aparência de novos, nenhum indicio de se tratar de antiguidades.

A policia tentou localizar seu endereço através do catálogo telefônico e nenhum registro foi encontrado.
Na Quinta Avenida, encontraram apenas um galpão, e ninguém havia ouvido falar sobre a vitima, a policia praticamente nada podia fazer e muito menos avisar a pobre família da vitima

Rudolf Fentz
Após muitas buscas encontraram um Rudolf Fentz Jr. em um catalogo telefônico de 1939, ao entrar em contato souberam que ele morrera em 1945, porém sua viúva ainda estava viva, morando na Florida, enviaram uma carta, e obtiveram a resposta de que o pai de Rudolf Fentz Jr. havia desaparecido em 1876, e que a família nunca conseguiu encontrá-lo, nos relatos de desaparecidos da época, Hubert Rhim comprovou o desaparecimento, e que sua descrição era precisamente igual a da sua vitima em Times Square, o que tornava Rudolf Fentz um viajante do tempo, que viajou 74 anos através do tempo.

Esta história é verídica e registrada pelo Departamento de Polícia da cidade de Nova Yorque, seus arquivos são confidenciais, pois o caso nunca foi efetivamente resolvido, portanto continua aberto, o que garante sigilo absoluto sobre esses arquivos, convenhamos que o caso provavelmente continue aberto, afinal a solução para ele não possui uma conclusão técnica que não envolva origens tecnológicas desconhecidas.


Vão pela sombra, Equipe Eutanásia.


#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

10 comentários:

  1. O que pega nessa história é a quantidade de dinheiro...70 dólares naquela época era muita grana para se carregar no bolso...é como se vc andasse com 3 mil dólares no bolso hoje...isso destrói a história...ela foi inventada por alguém que desconhecia esse detalhe crucial...

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas histórias são contadas diferentes para parecerem falsas, por isso a quantidade de dolares não prova nada. Ou seja, se é verdade ou invenção, talvez nunca saberemos!
      Ass: Nancy Drew

      Excluir
  2. Nao tinha me ligado no detalhe comentado pelo Observador, mas apesar disso, a historia é mto boa. Bjss

    ResponderExcluir
  3. Em breve vamos ter a certeza do ocorrido, e saberemos se é verdade ou não.

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a história, mas uma pena que não seja verdadeira, se vocês colocarem no google o nome "Rudolph Fentz" vai aparecer um arquivo na wikipedia sobre isso, abraços!

    ResponderExcluir
  5. passado presente e futuro caminham juntos ele viajou no tempoo p algum motivo talves p preencher espaço e tempo......

    ResponderExcluir
  6. Mas eu acho que ele tinha o equivalente a 70 dólares, não?

    ResponderExcluir
  7. Um dos fatos que da veracidade a este fato é que dizem que ele veio do passado, se tivessem dito que ele veio do futuro com certeza seria invenção! Pois já foi comprovado fisicamente e naturalmente impossível se viajar para o passado, pois como uma maguina ou um fenômeno natural poderia rematerializar todo um passado, o tempo não é como uma fita que é só rebobinar, tudo vai se transformando e não volta mais.
    Já para o futuro sim é possível por causa do sistema de Espaço/Tempo( só que seria uma viajem só de ida). Até o sistema de se preservar um ser no estado Criogênico(que ainda não existe) seria uma maneira de se viajar para o futuro!
    Ass: Nancy Drew

    ResponderExcluir
  8. Bom talvez, se ele realmente era um viajante do tempo ele iria saber que precisaria de mais dinheiro do que o habitual já que o valor está sempre mudando. O engraçado é que mesmo levando toda essa quantia o dinheiro não seria suficiente. Mas seila este mundo é estranho mesmo que isso seja só uma história

    ResponderExcluir

Não serão aceitos comentários com conteúdo: racista, homofóbico, preconceituoso, maldoso, ou de qualquer índole duvidosa que possam a infringir ou ferir a moral de qualquer um.

Se por acaso o comentário é sobre alguma duvida com relação a postagem, tenha CERTEZA de que está duvida não esteja transcrita na postagem. Ficaremos contentes em tentar responde-lá.

Todas as afirmações contidas nos comentários são de responsabilidade do comentador, o blog Eutanásia Mental, não tem obrigação nenhuma sobre qualquer ato ofensivo nos comentários.

Tudo bem errar uma palavra ou outra, esquecer de algum acento também esta beleza. Agora se escrever tudo errado e não ser possível entender um nada, o comentário não será liberado.

Obrigado pela atenção. Comente e faça um blogueiro feliz :-)