1999 #4


Aqui mais um parte da Creppy 1999... sintam medo... se você ainda não leu as outras partes: Parte 1, Parte 2 e Parte 3. Agora fiquem com a Creppypasta:

[Atualização]- 01/02/2012

Desculpem-me por não ter postado nada durante um tempo, eu meio que perdi o interesse no blog desde que o foco se tornou procurar mais informações sobre o proprietário do Caledon Local 21. No entanto, há algumas semanas, eu encontrei uma mina de ouro! Consegui algumas respostas surpreendentes com o pai de uma criança que eu costumava tomar conta. Atualmente ele mora do outro lado da minha rua e está sem emprego. Mas antes, morava perto da floresta de Caledon, e presenciou algumas atividades do proprietário dentro da mata. Seu nome é Anthonny Pollo.

Quando ele morava em um pequeno sobrado fora do bosque, Pollo gostava de fumar um ou dois cigarros de maconha antes de voltar ao seu trabalho como artesão de madeira. Anthonny contou que às vezes ouvia vozes de crianças vindas de dentro da floresta, junto com uma luz brilhante ao longe. O homem me contou que esses eventos começaram no final de 1997 (nota: Este é mais ou menos o mesmo período em que o canal 21 passou a ser exibido). Ele aparentemente ficou aborrecido por presenciar esses eventos de vez em quando e, na verdade, acabou indo investigar.

Pollo, em seguida, descreveu que todos olharam para ele quando se aproximou. Havia um grupo de crianças (Ele disse que era cerca de 13-17) e as idades variando de 5 – 12 anos reunidos em torno de uma grande fogueira. Com eles havia apenas um único adulto. Pollo conversou com o homem (Observando sua aparência desleixada incomum de um viciado em crack, bem como seus espasmos constantes) e perguntou o que ele estava fazendo na floresta com as crianças. O homem apenas disse que estavam em um acampamento, coisa que costumavam fazer frequentemente. Pollo, sem suspeitar de nada (Caledon tem um dos menores índices de taxa de criminalidade do Canadá) simplesmente deixou por isso mesmo e pediu-lhes para serem mais silenciosos. Anthonny então parou por um tempo, antes de me dizer calmamente que, na verdade, às vezes ele ouvia as crianças cantarem alto em uma outra língua desconhecida. Ele não se incomodou mais com isso.

Eu disse a Pollo que o homem que ele viu, provavelmente seria o dono do Caledon Local 21, mas ele duvidou, pois disse que o homem estava se mudando para Pickering junto com diversos outros moradores da região.

Aqui está o que sei agora:

• O homem levava as crianças regularmente para um “acampamento”.
• A fogueira descrita por Pollo pode ser o buraco onde os corpos das crianças foram encontrados.
• As crianças vistas por Pollo provavelmente são as que foram encontradas mortas.
• O homem mudou-se para uma cidade chamada Pickering (Pequena cidade a leste de Toronto).

Irei discutir esses pontos com o amigo do meu pai (o ex-policial) e ver se isso corresponde a qualquer coisa que a polícia saiba sobre o homem. Eu também quero ver se ele ter o conhecimento do que mais foi ao ar transmitido pelo canal 21.

Anatomia da tragédia #02



Desastre Monumental


11 setembro de 2001. Cada cidadão norte-americano conhece essa data. Foi neste dia fatídico que o mundo ficou todo de olho nos Estados Unidos. As forças de combate encontraram-se pouco depois no Afeganistão. Em 2003, eles foram para o Iraque, para derrubar o ditador Saddam Hussein, acabar com a insurgência e o terrorismo, e trazer a paz e ordem na região. As forças americanas lutaram e morreram no Iraque há mais de uma década. Essa não é, no entanto, o foco principal desta história.


Love - A arte que não deveria ser


Ontem recebemos um e-mail do Betto Wert sobre um projeto que ele está ajudando a divulgar, e que como vale muito a pena também iremos apoiar. A ideia é simples, pegar algumas passagens de H.P. Lovecraft e juntar tudo em um livro com diversas ilustrações das criaturas fantásticas.

Anatomia da Tragedia - #01



Falarei do inenarrável horror que se apodera de nossos corações, deixando em destroços nossa natureza de apego à vida, quando uma tragédia muda para sempre nosso horizonte de esperança. A tragédia nunca é anunciada, mas acontece. E acontece quando esquecemos que somos frágeis. Como a brisa que põe em pedaços um castelo de cartas, a catástrofe nos encontra na ironia amarga da ilusão humana...

Uma Prece Para o Ar




O homem de terno negro e ar soturno limpou as lágrimas que ainda tinha no rosto e dobrou seus joelhos sobre o piso de mármore da igreja em reverência a seu Deus.